Consórcio informal: atente-se!

Publicado por Andreia Silveira

Consórcio informal: atente-se!

Conheça os riscos e perigos de optar pelo consórcio informal e aproveite para anotar algumas dicas úteis na hora de escolher um grupo.

Quando alguém busca entrar em um grupo de consórcio, está querendo adquirir um bem e realizar seu sonho. Porém, se não se atentar a alguns cuidados, pode transformar esse sonho em um pesadelo. Isso é o que mais acontece com quem busca pelo consórcio informal. Veja quais são os riscos que esse grupo de consórcio oferece e fique atento!

Anote as minhas dicas e não caia em armadilhas do consórcio!

Consórcio informal: atente-se!

Imagem: Consórcio Tradição

O que é um consórcio informal

Consórcio informal é quando um determinado grupo de pessoas se junta para adquirir um bem dentro de um prazo específico. Esse grupo pode ser formado por familiares ou amigos, dispostos a pagar pelo bem como ocorre com os consórcios comuns. Por exemplo, ambos desejam comprar uma televisão de R$ 2.000,00 e formam um grupo de doze pessoas. Então, estipulam o prazo de 12 meses para pagamento.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Cada participante do grupo pagará cerca de 10% do valor da televisão. Com o valor pago por todos do grupo no mês, dá para comprar uma TV por mês. Sorteia-se um integrante do grupo para recebê-la até que termine o prazo dos dozes meses e todos tenham sido contemplados.

Riscos que o consórcio informal oferece

Podemos considerar que, no decorrer dos meses, um dos participantes deixe o grupo por não conseguir pagar as prestações. Então, o grupo todo é prejudicado por não haver mais dinheiro suficiente para adquirir o bem para todos. Outro risco muito comum é quando um participante deixa de efetuar os pagamentos após ter recebido o bem.

Como em ambos os casos não existe amparo legal, o grupo todo irá ser prejudicado. Por ser um consórcio informal, não há lei para protegê-los e oferecer garantia aos associados.

Consórcio informal pode ser uma boa escolha?

Por mais que seja um grupo formado por familiares ou pessoas confiáveis, você não terá qualquer proteção. Ou seja, não existem meios legais para proteger o grupo se alguém não efetuar os pagamentos ou deixar o grupo. Isso é mais comum de acontecer do que você pode imaginar.

Então, os riscos existem e transformam sonhos em pesadelos. Existem ainda empresas que não são autorizadas pelo Banco Central atuando nesse mercado. Elas não oferecem proteção aos direitos do consumidor, uma vez que não estão de acordo com a legislação. Quando alguém faz um grupo de consórcio, ele assume a responsabilidade de garantir que o grupo cumpra com suas obrigações. Mas se não há lei para esses grupos de consórcio informal, o grupo pode sim ser prejudicado.

Quer saber se é possível substituir um bem em um consórcio? Nós te ajudamos!

Nos grupos autorizados pelo BCB, existem regras do consórcio que são rigorosas. Entrar para um grupo de consórcio informal, você estará correndo risco de não conseguir obter o bem. Entenda que é muito comum pessoas inadimplentes em todos os tipos de financiamentos.

Portanto, é altamente recomendado que você busque por um consórcio com empresas autorizadas pelo BCB.

Como fazer um consórcio seguro

Se você quer entrar para um grupo de consórcio, busque sempre uma empresa autorizada pelo BCB. Se desejar, pode solicitar uma proposta em nosso site, para o caso de consórcio de veículos ou imóvel. Você será direcionado a um representante legal, que entrará em contato o mais breve.


Tag:

Categorizados em: ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *