Consórcio de eletroeletrônicos: por que fazer?

Publicado por Andreia Silveira

Talvez você não saiba, mas existe sim consórcio para compra de eletroeletrônicos. Em 2016 esse tipo de linha de crédito cresceu muito. Por isso, criamos esse artigo para mostrar se o consórcio de eletroeletrônicos é ou não uma boa escolha!

Quem nunca sonhou em ter uma televisão grande, super tecnológica e repleta de recursos, ou mesmo reequipar a cozinha, trocando geladeira, fogão, eletrodomésticos e mais?

Certamente, pelo menos uma vez você já olhou para um eletroeletrônico na sua casa e pensou em trocar por um muito melhor!

Para muitas pessoas, essa ideia muitas vezes é impossível, ou pelo menos era, até o ano de 2016 quando o consórcio de eletroeletrônicos teve um crescimento e passou a ser mais conhecido e procurado por muita gente.

Atualmente existem muitas maneiras de se conquistar bens materiais, as linhas de créditos e financiamentos são cada vez mais diversas e acessíveis.

E este é exatamente o caso do consórcio de eletroeletrônicos.

Por isso, neste artigo falaremos melhor sobre como ele funciona, quais suas vantagens e como contratá-lo.

Veja como conseguir economizar, optando pelo consórcio.

Consórcio de eletroeletrônicos: por que fazer?

Imagem: Getty Images

O que é consórcio de eletroeletrônicos?

Devido à crise financeira que o país sofreu mais intensamente nos anos de 2014 e 2015, um dos tipos de consórcio que teve grande destaque em 2016 é o consórcio de eletroeletrônicos.

Que no referido ano teve um aumento de 15,6% em relação ao ano anterior, 2015.

O consórcio de eletroeletrônicos nada mais é do que uma linha de crédito voltada para pessoas que desejam comprar eletrodomésticos e eletrônicos de uma maneira mais simples e com menores taxas de juros.

Televisores, computadores, tablets, smartphones, eletrodomésticos e mais uma infinidade de produtos, podem ser comprados através deste consórcio, inclusive equipamentos eletrônicos para a abertura de lojas, comércios, clínicas e muito mais.

Os dados mencionados anteriormente incluem também o consórcio de bens móveis no geral, sendo um segmento que cresceu consideravelmente, após anos de queda.

Segundo a ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio, até agosto de 2018 essa linha de consórcio teve um crescimento de 30% e entre todos os contemplados a maioria deu preferência para compra de produtos da linha marrom, ou seja, equipamentos eletrônicos como televisores, aparelhos de som e computadores para uso doméstico.

Por que investir no consórcio de eletroeletrônicos?

O consórcio de eletroeletrônicos teve seu auge na década de 80, quando a indústria de eletrônicos se instalou no Brasil.

Porém, logo perdeu parte de seu alcance, pois a compra desses bens se tornou mais viável aos consumidores.

Com a tecnologia em constante evolução, os consumidores querem sempre adquirir produtos novos.

Mas, devido à crise financeira que assombra o país, isso se tornou um sonho para muitos.

Para solucionar essa negatividade financeira, muitos estão aderindo ao consórcio de eletroeletrônicos.

Essa é uma forma de conseguir ter bens, sem prejudicar o orçamento.

Ainda segundo informações coletadas junto a ABAC, na mesma pesquisa realiza em 2018 a participação dos homens nesse tipo de consórcio era de 55%, já as mulheres estavam na marca 32,5%, e a diferença dessa porcentagem ficou com as pessoas jurídicas, ou seja, empresas.

Esse crescimento na procura pelo consórcio de eletroeletrônicos se deve a maior facilidade de planejar um investimento financeiro, sem colocar em risco a saúde financeira da família ou mesmo a qualidade de vida.

Como funciona o consórcio de eletroeletrônicos

O consórcio de eletroeletrônicos oferece créditos aos consorciados, que permitem a eles realizar a compra de diversos tipos de produtos.

Através dessa modalidade, os membros dos grupos participantes conseguem realizar o sonho de ter, por exemplo, uma TV nova.

São muitas as empresas que oferecem esse tipo de consórcio.

Essa modalidade de consórcio funciona exatamente como as demais disponíveis no mercado.

Para contratar esse serviço o primeiro passo é definir quais são os produtos que você deseja comprar e seus respectivos valores.

Vale a dica de pesquisar se as lojas e locais onde você pretende comprar esses eletroeletrônicos aceitam cartas de crédito como pagamento.

Conheça os riscos de optar pelo consórcio informal e saiba se essa é uma boa escolha.

Depois de definir o valor necessário para a compra de seus produtos desejados o passo seguinte é pesquisar entre as empresas de consórcio que oferecem essa linha de crédito, qual possui as melhores condições, planos de parcelas e tudo mais.

Não se esqueça de que, antes de contratar uma das empresas disponíveis é importante verificar se ela é autorizada pelo Banco Central.

Assim, você estará protegido, conforme a lei, para não correr riscos de perder o dinheiro investido.

Quais são as vantagens de fazer um consórcio de eletroeletrônicos?

Além de poder se programar melhor, sem colocar sua saúde financeira em risco para comprar um ou mais bens móveis para sua casa, o consórcio de eletroeletrônicos traz uma série de vantagens. Entre elas as principais a serem citadas são:

  • Planos com parcelas que podem variar entre 36 meses e 48 meses;
  • Isenção de juros, IOF e/ou taxa de adesão;
  • Flexibilidade na contratação (seja um plano menor ou a adesão a um grupo em andamento);
  • Possibilidade de alterar a escolha do produto, marca ou modelo quando contemplado;
  • Alteração no valor do crédito escolhido durante o prazo do grupo;
  • Taxa de administração mais baixa e diluída na duração do plano;
  • Valor do bem atualizado conforme a tabela do mesmo;
  • Antecipação do pagamento das parcelas, com intuito de diminuir o prazo de pagamento ou o valor.

Outra vantagem desse tipo de consórcio é a possibilidade de entrar em grupos de baixo valor, ou seja, quando a intenção é comprar itens mais baratos.

Como é possível ser contemplado em um consórcio de eletroeletrônicos?

Assim como em qualquer outro tipo de consórcio, o de eletroeletrônicos promove contemplações mensais através de sorteios e lances.

Os dois tipos de contemplação acontecem em assembleias onde todos os participantes do grupo devem estar presentes.

Os sorteios escolhem aleatoriamente uma cota para ser contemplada, ou seja, um consorciado.

Já os lances funcionam como em leilões, onde o cotista que oferece o maior valor através de um lance é contemplado com a carta de crédito.

Optar pelo consórcio de eletroeletrônicos pode ser uma boa escolha para quem deseja obter um determinado bem e não dispõe de todo o valor.

Além disso, é uma forma de comprar, sem pagar juros, sem contar no menor valor parcelado.

Se você gostou dessa ideia e deseja saber mais ou mesmo tirar algumas dúvidas sobre o consórcio de eletroeletrônicos, procure um de nossos colaboradores.

Eles estão sempre dispostos a esclarecer dúvidas e realizar cotações de consórcio.


Tag:

Categorizados em: ,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.